22.5.11

NEWS87 . ARTE LUSÓFONA CONTEMPORÂNEA



ARTE LUSÓFONA CONTEMPORÂNEA

Fernando Calvozo
IDEALIZAÇÃO

Ângela Barbour e Nicholas Petrus
CURADORIA

A Fundação Memorial da América Latina apresenta na Galeria Marta Traba a exposição Arte Lusófona Contemporânea.

Com a missão de integrar os países do continente latino-americano, a Fundação é um polo internacional para a difusão e reflexão da arte e cultura contemporâneas.

Neste projeto a Galeria Marta Traba amplia sua abrangência e atuação na arte do continente trazendo ao público da cidade de São Paulo, e do Brasil, uma mostra com artistas da Comunidade dos Países de Língua Portuguesa (CPLP). A língua portuguesa e a cultura que se produziu sob a influência de nosso idioma comum é um elemento fundamental para a própria compreensão do conceito de América Latina, e esta exposição é a oportunidade de conhecer, compartilhar e intercambiar as experiências culturais e artísticas deste universo lusofônico.

A língua portuguesa, em todas as suas variações locais e especificidades nacionais, é o ponto de partida para um vôo mais ousado, que encontra na arte contemporânea uma universalidade, expressa pela visualidade e pela poesia. Foram convidados artistas emergentes e consagrados de Angola, Brasil, Cabo Verde, Guiné-Bissau, Moçambique, Portugal, São Tomé e Príncipe e Timor Leste, compondo uma ampla visão da produção artística recente.

Como comenta Aristóteles, “a finalidade da arte é dar corpo à essência secreta das coisas, não copiar sua aparência”, e a lusofonia, que a priori nos remete a uma uniformidade ou padronizações linguísticas, deve ser compreendida como o corpo inicial, a matéria bruta (e por que não pura) que cada artista, conscientemente, desvenda, investiga e transforma. Entre nós não há apenas o idioma, mas de um lado concreto, os séculos de história, de lutas, de opressões e independências, festas e belezas. Entre nós, num universo mais poético ou onírico, há uma imensidão, uma solidão, oceanos de latitudes, um vazio a ser preenchido nessa busca das essências. Entre nós, os lusófonos, há um espaço incógnito e sedutor, onde cada artista convidado decidiu mergulhar e assim suas criações sintetizam essa identidade que ainda é pouco conhecida ou compartilhada.

A R T I S T A S

Délio Jasse
Ihosvanny
Kiluanji Kia Henda
Nástio Mosquito
Yonamine
ANGOLA

Ana Elisa Egreja
Anderson AC
Ayrson Heráclito
Denise Agassi
Estela Sokol
Evandro Carlos Jardim
Gaio de Matos
BRASIL

Alberto Tavares
CABO VERDE

Flaviano Mindela
Nù Barreto
GUINÉ-BISSAU

Luis Basto e Berry Bickle
Gemuce
MOÇAMBIQUE

André Cepeda
Joana Bastos
Rita Delille
Teodolinda Semedo
PORTUGAL

Eduardo Malé
SÃO TOMÉ E PRÍNCIPE

Maria Madeira
Chris Parkinson (AU) e Arte Moris:
Alfeo Sanchez Pereira . Etson Arintes . Zito Soares da Silva
TIMOR LESTE



SERVIÇO:
26 de Maio . 19h . Inauguração
Exposição de 27 de Maio a 10 de Julho de 2011
De Terça a Domingo das 9h as 18h
ENTRADA GRATUITA

Galeria Marta Traba
Fundação Memorial da América Latina
Av. Auro Soares de Moura Andrade, 664
Barra Funda . São Paulo . SP . Brasil
TEL: 3823-4705 / 3823-4707
www.memorial.sp.gov.br

.

Nenhum comentário: